7 anos da peça Memórias de Nossa Infância

Peça sendo encenada na Biblioteca Parque de Manguinhos 2016 (Foto; Will Dubrok)

Se tem uma peça que é o carro chefe do projeto é a peça Memórias de Nossa Infância está circulando com o grupo a 7 anos, com mais de 100 (cem) apresentações nos bairros do Rio de Janeiro com um público de mais de 7.000 pessoas, até hoje faz sucesso em cada espaço que apresentamos, contando com escolas, instituições, palcos, praças entre outros eventos. Adaptável para qualquer tipo de público e à temporal. seja no palco, na rua, na escola, numa instituição, não existe lugar certo, todos são bem-vindos. Textos de Frederico Garcia Lorca, Manoel de Barros, Cora Coralina, Clarice Lispector, João Cabral de Melo Neto, Torquato Netto e os próprios atores. Um grupo de retirantes sai do Nordeste em busca do sonho de serem artistas no Rio de Janeiro.

 

Peça sendo encenada na Livraria Eldorado 2010

 

–  O espetáculo de Memórias… linka histórias de várias crianças que está dividida em pedaços, os pedaços muitas das vezes destruído na violência, mas ao mesmo tempo tem um fundo da poesia por trás, o grande mote do espetáculo que trás poesia para as bocas dos meninos, tem a violência e o olhar poético sobre tudo isso. A metáfora do humano, de cada dia descobrir essa humana nas coisas simples, desde uma brincadeira de criança que trazemos à tona. Serve também para despertar a criança no adulto, adolescente, e sem brincar, fica difícil a vida. – Relata Wal Schneider.

https://www.facebook.com/nopalcodavida/?fref=ts
#