Publicado em Deixe um comentário

Espetáculo Memórias de Nossa Infância brilhou na Casa da Leitura

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé
Na foto: Lu Mendes (ao fundo) Caio Costa. (Foto: Jorge Paulino) 

O grupo de teatro No Palco da Vida apresentou o espetáculo Manifesto Quebra Tudo em uma montagem que pretende quebrar tabus e preconceitos. São crianças, adolescentes e jovens do Morro do Alemão e de outras comunidades do Rio de Janeiro que têm a oportunidade de se transformar em cima do palco.  No começo, vestidos de branco, dão voz aos poemas de Manoel de Barros, Cora Coralina e García Lorca. Recitam cada verso com a força de quem sente a delicadeza das palavras dos poetas e busca inspiração em seus textos. Em pouco tempo, tomam conta do palco as suas próprias histórias, misturando medos e sonhos, lembranças e vontades. Interpretam algozes e mártires. Usam o corpo para expressar a dor das perdas no cotidiano de moradores de regiões mais pobres. Na busca por seus sonhos, acordam do pesadelo em figurinos coloridos e brincadeiras. Eles se atiram ao chão ao som de tiros de uma metralhadora que é apontada para eles no vídeo projetado no telão. Pedem socorro. Trocam a morte pela vida e, a partir da interpretação de cada um, surge um manifesto por um país melhor. Com músicas de Gonzaguinha e Cazuza, os jovens artistas terminam a apresentação convidando o público a cantar junto, para sonhar junto e para construir um Brasil mais amigo.

A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas em pé e área interna
Espetáculo Memórias de Nossa Infância, direção Wal Schneider. (Foto: Jorge Paulino)

Wal Schneider, diretor do espetáculo e idealizador do projeto, recebeu os aplausos do público e dos atores que encontram ali um espaço de liberdade e criação. Quando Wal ainda era José Waldemir da Silva, o garoto pobre da pacata cidade de Tabuleiro do Norte, no Ceará, não podia imaginar que se tornaria tão importante para centenas de meninos e meninas de um lugar chamado Complexo do Alemão. As dificuldades são muitas, mas o sonho de continuar com o projeto social supera qualquer adversidade.

Com o apoio dos próprios jovens da comunidade, em múltiplas tarefas, Wal tem conseguido ampliar o projeto para ajudar ainda mais jovens. Hoje, a Escola de Teatro No Palco da Vida funciona no Centro Cultural Chica Xavier. É um casarão que tem como padrinho o escritor Chico Azevedo e fica na Rua Uranos, em Olaria, zona norte do Rio. Wal diz que tem muita saudade da sua cidade e da família, mas quando pensa nas crianças que já passaram pelo projeto, no respeito da comunidade, no amor que os alunos têm pelo teatro, reúne forças para continuar, mesmo que falte dinheiro ou sobrem dificuldades. Afinal, o espetáculo tem que continuar no palco da vida.

  

A imagem pode conter: 19 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna
Final do espetáculo na Casa da Leitura (ACERVO DO PROJETO.)

  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *