Wal Schneider estreia no filme “Ricos de Amor” da Netflix

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto que diz "UM FILME NETFLIX RICOS AMOR DE"

Nessa quinta (30/04) Wal Schneider estreia no filme “Ricos de Amor”, da Netlfix, dirigido por Bruno Garotti.

O ator Wal Schneider estreia hoje seu primeiro filme na Netflix – Wal saiu do Ceará com 17 anos de carona em um caminhão de melão, com 25 reais no bolso, para seguir o sonho de ser ator no Rio de Janeiro. Como todo sonhador passou por diversas dificuldades no Rio, mas conseguiu dar a volta por cima, completando seus estudos, se formar como ator, pós-graduado em arte e criou o Projeto No Palco da Vida, a primeira escola de artes da região da Leopoldina, zona norte do Rio de Janeiro. Que há mais de 10 anos vem oferecendo aulas gratuitas para crianças, jovens, adultos e pessoas com necessidades especiais. Além duas décadas de trajetória, ganhou diversos prêmios, entre eles o Prêmio Extraordinário do Jornal Extra na categoria Superação. – Não percam!

Sinopse:
Em Ricos de Amor, Teto (Danilo Mesquita) é filho do riquíssimo Teodoro (Ernani Moraes), conhecido como “O Rei do Tomate”. O rapaz, que em breve herdará a bem sucedida fábrica de tomates do pai, percebe sua vida se tornando um grande rebuliço quando conhece Paula (Giovanna Lancellotti), uma jovem decidida que estuda para ser médica e não vê a hora de se tornar independente. Com medo da reação da garota, Teto esconde suas raízes e finge ter origem humilde. Porém, essa mentira inicia um espiral de desentendimentos. 

Ricos de Amor | Trailer oficial | Netflix Brasil

Performance da peça Memórias de Nossa Infância na Casa França Brasil 21/10/2018

Querido Wal Schneider idealizador do projeto No Palco da Vida, Vítor Abreu gestor Cultural; Wil Dubrok e Caio Costa vocês são magníficos personagens que representam uma juventude linda transparente e de bem com a vida, por essas ações estão conquistando todos os espaços culturais de nosso Estado certamente o país através da forma alegre e positiva de mostrar a todos que arte e riqueza para todas as classes que a arte atrai todos os olhares em união democrática porque somos feitos de um milagre de Deus e de amor.
É lindo ver um grupo integrado com responsabilidade e doação, Caríssimo Vítor obrigada por estar presente me dando o apoio necessário para que a exposição tivesse os registros, agradeço a você e todo o grupo que que merecem realmente todos os louros da repercussão de imagem de nossa Exposição
 .” – Relato da Maria Araújo (Artista Plástica).

Ficha Técnica:
Direção: Wal Schneider
Elenco: Caio Costa, Will Dubrok, Sylvia Mariano, Edê Barbosa, Lu Mendes, Estevão Sanches, Vitor Abreu e Millena Bartholo.
Duração: 14 min.
Classificação: Livre.

Manifesto da Arte!

A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sentadas
Em cena Jane Lima, Amanda Jesus, Leonam Miguel, Lu Mendes, Gustavo Rodrigues e Eduardo Peçanha na peça Memórias de Nossa Infância, dir. Wal Schneider. (Foto: Will Dubrok)

Na ultima quinta-feira (16/01) o grupo apresentou o espetáculo Memórias de Nossa Infância na Biblioteca Parque Estadual (Sala Darcy Ribeiro) abertura do Projeto de Incentivo a Leitura da Biblioteca Parque.
Com a presença da Sra. Zélia Fernandes presidente da ADABL e diretora da ZMF . O espetáculo está completando 10 anos resistindo a plavra, com textos de Federico García Lorca, Manoel de Barros, Cora Coralina, Clarice Lispector entre outros.

Grupo com Maria Araujo e Zélia Fernandes após a apresnetação. (Foto: Guilia Oliveira)

Iniciando a peça com belo texto “Morte e Vida Severina”, de João Cbaral de Melo Neto em seguida os atores cantam a capela “Romaria”, de Renato Teixeira. Na peformance trouxeram uma coisa nova na mistura do poema “E agora José?”, de Carlos Drummond de Andrade com um vocal dos atores da música “Carcará”, de João do Vale.

Assista alguns trechos:

Peça Memórias de Nossa Infância – “Morte e Vida Severina” / “Romaria”
Peça Memórias de Nossa Infância – “E agora José?” / “Carcará”

REALIZOU E AGORA REALIZA!

“Disse a minha mãe que queria ser artista, mas ela me respondia: ‘Meu filho, isso é coisa de gente rica.’ Graças a deus, eu não sabia a diferença entre o rico e o pobre.” – Wal Schneider.

O ator e professor, Schneider, conheceu o Circo aos sete anos, e sonhando em ser artista, assistia novelas pelas brechas das janelas dos vizinhos. Quando chegava o Circo na cidade ele vendia maçãs para poder assistir aos espetáculos, muitas das vezes entrava escondido para aprender mais sobre aquele mundo mágico. Aos 17 anos teve a ousadia de sair de sua cidade natal (Tabuleiro do Norte, Ceará) em uma carona no caminhão de melão para ser ator no Rio de Janeiro com apenas R$25 reais no bolso, um livro e a fome de vencer.

A imagem pode conter: 8 pessoas, incluindo Caio Costa, Cauã Deveza, Will Dubrok e Wal Schneider, pessoas sorrindo, céu e texto
Livro “Um Palco e Muitas Vidas”, de Teresa Montero.

Embarque nessa história de superação e descubra como o garoto pobre de uma cidadezinha no interior mudou sua vida e transformou mais de 4 mil vidas entre crianças, jovens, adultos e idosos, através da Escola de Teatro No Palco da Vida, a primeira escola de artes da região do Complexo do Alemão, zona norte do Rio.

Especial de Natal – Wal Shneider é entrevistado no programa Band Mulher junto com o elenco da peça Os Saltimbancos

Wal Schneider e Gardênia Cavalcanti com o elenco de Saltimbancos no programa Band Mulher. (2019) – Foto: Vitor Abreu.

Nada melhor do que fechar o ano falando de possibilidades e sonhos para o brasil em clima de natal. Gardênia Cavalcanti entrevistou Wal Schneider (idealizador do projeto No Palco da Vida) e em especial o elenco da peça Os Saltimbancos abriu e fecharam o programa Band Mulher.

Assista a entrevista abixo:

Apresentação de Os Saltimbancos no Colégio Vitória

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e texto

Na quinta-feira a peça Os Saltimbancos agitou a galerinha no Colégio Vitória. Em um dos eventos literários da Livraria Eldorado, fomos convidados para se apresentar no Colégio Vitória para as crianças, incentivando o trabalho coletivo.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo
Atores da peça Millena Bartholo, Gustavo Rodrigues, Cauã Deveza, Amanda de Jesus, Patrick Souza e Livia Cely. – Foto: Will Dubrok.

10 anos de Memórias!

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé e texto

10 ANOS DE POESIA E TEATRO!
O espetáculo “Memórias de Nossa Infância” está comemorando 10 anos em cartaz!

Memórias de Nossa Infância
A primeira montagem foi em 2010, ainda com os primeiros alunos na época, trazendo um novo olhar para o público, uma linguagem popular e clara para crianças, jovens e adultos. Aplaudido e representado em diversos locais, a peça fala de sonhos, possibilidades e a realidade brasileira atavés de textos do Federico García Lorca, Clarice Lispector, Manoel de Barros entre outros autores. Ganhou Prêmio de Melhor expressão artística pela AABB.

Milllena Bartholo em cena na peça Memórias de Nossa Infância (2019) – Foto: Jorge Paulino.
A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo
Lu Mendes em cena do espetáculo Memórias de Nossa Infância, recitando um poema do livro “Só”, de Bianca Ramoneda. – Foto: Jorge Paulino.